ARCHIVES

Poem: Poema na areia

Escrevi um poema na areia da minha praia no lugar onde nunca estiveste. Não era para ti. Era um poema de saudade ausente de desilusão concreta da certeza fingida de estar sem ti.   Tu não tens alma nem vida tu não és, nem queres ser nada senão em ti. Tu não vives senão na […]

Read More

Almada Negreiros

Visto que o ultimo artigo que escrevi foi sobre a relevância da revista Orpheu, achei por correcto que os próximos 3 artigos sejam acerca das mentes que impulsionaram este movimento. Entre eles, encontra-se José Sobral de Almada Negreiros, mais conhecido por simplesmente Almada Negreiros. Eu já me tinha referido a ele no último artigo em […]

Read More

Florbela Espanca: a poetisa sofrida

Penso que é importante usar algum deste espaço para dar a conhecer um pouco das grandes mulheres da sociedade Portuguesa. É verdade, que a sociedade é uma sociedade dominada por homens, que muitas vezes fazem que as suas sombras ofusquem o papel importante que é desempenhado pela mulher na nossa sociedade. Por isso decidi, que […]

Read More