Writing

Poem: Poema na areia

Escrevi um poema na areia da minha praia no lugar onde nunca estiveste. Não era para ti. Era um poema de saudade ausente de desilusão concreta da certeza fingida de estar sem ti.   Tu não tens alma nem vida tu não és, nem queres ser nada senão em ti. Tu não vives senão na […]

Read More

Esperança by A. Viera Janúario

Happy Saturday! I’d like to share a beautiful poem by Portuguese-Canadian pioneer Acácio Vieira Janúario. This poem has been extracted from his book of poems, Samouco.   Esperança À Michelle Num momento, chega a vida, Com sorrisos e promessas, Como no céu a alvorada! A luz ténue, num momento Vence a escuridão, o nada! Portanto, não […]

Read More

Pioneer Portrait: António Galvão

In the Spring/Summer of 1959, António Galvão and António Araújo were working as landscapers in Oshawa. After working much of the summer, and not being satisfied with their wages, they took off to work in Port Hope’s tobacco fields. They had heard word that greater fortunes awaited them there. A couple of weeks later, they were joined by […]

Read More

Envelhecer No Estrangeiro: Retalhos de Vida

In addition to sharing excepts from the late José Mário Coelho’s book, based on the lives of the Portuguese who emigrated to Canada, we also thought it would be nice to broaden the scope a bit to discuss the experiences of Portuguese people who have emigrated to other parts of the world. These entries will be extracted […]

Read More

Revista Orpheu

Visto que temos falado da cultura e das lendas da sociedade portuguesa, achei importante falar sobre a Revista Orpheu. Em Portugal, pode se dizer, que demorou sempre algum tempo a ser implementado as tendências que aconteciam no estrangeiro, mas quando aconteciam, teriam um grande impacto para o futuro. A Orpheu não foi a excepção deste […]

Read More